Email

prjonataslopes@gmail.com

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

E-mail a um filho de pastor

Olá. Espero que estejas bem.
Escrevo esta carta para te animar face às lutas que o teu pai está a passar na Igreja.
Deves lembrar-te que, tal como tu, as pessoas são pecadoras. É por causa disso que atacam o teu pai.
Quando não conseguirem derrubá-lo, muito provavelmente vão começar a dizer mal da tua mãe, de ti e dos teus irmãos. Sabem que essa é a área fraca de todos os pastores.
Eu sei que ninguém imagina o que sofres com a irritação com que o teu pai chega a casa. Mas não o leves a mal. Talvez um dia faças o mesmo com os teus filhos se vieres a ser pastor.
Também sei que disseste que nunca ias ser pastor devido às injustiças que o teu pai está a sofrer. Quero alertar-te que deves ter cuidado com o que dizes. Deus tem um sentido de humor notável. O que estás a passar, provavelmente, será a tua escola para conseguires enfrentar outras coisas maiores que irás enfrentar no futuro. Confia na bondade de Deus. 
Nunca desistas do teu pai. Ama-o profundamente. Ele é pecador e frágil embora passe a imagem de ser bastante forte. O teu pai só desejava deitar-se sem pensar nos problemas das pessoas, mas o seu coração pastoral não lhe permite. 
Vê se lhe dás alegrias pois sei que tens sido muito rebelde em casa. 
Aproveita todos os momentos para estares com os teus pais. 
Sei que devido à vossa situação financeira é difícil irem de férias. Mas aceita a proposta que os teus pais fizeram de irem para Espanha e ficarem juntos no mesmo quarto. Esses momentos nunca mais se repetirão e serão importantes para o teu futuro.
Que Deus te abençoe meu amigo e não desesperes. Ele tem reservado alguém muito especial para ti. Tenho a certeza disso.
Um grande abraço provinciano. 
P.S – Se a tua mãe sofrer uma depressão, não ligues ao que as pessoas dizem. Os cristãos também sofrem depressões e isso não significa que a tua mãe tenha falta de fé.