Email

prjonataslopes@gmail.com

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Piedade


Piedade significa viver uma vida santa diante de Deus e dos Homens.
É procurar viver como Jesus viveu.
É mostrar amor, perdão, graça e misericórdia às pessoas tal como recebeu da parte de Deus.
É ter as verdades na mente e também no coração!
Este é um dos aspectos mais importantes na vida do cristão: o que está na mente deve reflectir-se nas suas emoções e nos seus relacionamentos.
Se pensarmos um pouco, com mais ou menos tempo de estudo, é muito fácil o cristão ter os conceitos teológicos na sua mente, mas o mais difícil é a vivência desses mesmos conceitos.
Requer, tal como diz o texto, um exercício diário ao chegar-se cada vez mais da Cruz para ser quebrada pela mesma.
Este exercício deve ser feito diariamente, sem recurso aos holofotes, pois quem mostra os outros o que faz provavelmente não está interessado em viver essas verdades pois o seu desejo é ser admirado pelas pessoas!
Pensemos nos fariseus e como eles lidavam com os outros. Eles tinham a doutrina, mas não tinham piedade. Chegavam ao ponto de agradecerem a Deus por não serem como as outras pessoas.
Os fariseus não sabiam lidar com a dificuldade que os outros têm em viver a vida cristã porque que a sua arrogância espiritual era tremenda!
Por isso, desejo e trabalho para que na Graça todos possam ser humildes de coração pois todos, independentemente das etapas onde estamos, somos pecadores e a precisar da mesma pessoa: Cristo.
Quando achamos que já chegámos a um sítio que os outros não chegaram, a tendência é ficarmos arrogantes e orgulhosos.
Temos de estar disponíveis para amar as pessoas que admitem as suas falhas e a sua dificuldade em fazer o caminho porque este é o exemplo que aprendemos de Deus na Sua relação para connosco.
 Se queremos fazer um exame espiritual à nossa vida, não é pelo quanto sabemos de teologia. Basta vez como nos relacionamos com Deus e com as pessoas principalmente com aquelas que falham connosco.
(excerto)


Sem comentários:

Publicar um comentário